Saiba mais sobre o Coletivo Não é Não e como o Grupo Promex apoia essa ideia

Este ano, os colaboradores do Grupo Promex criaram o bloco “Promex Que Me Ama” em parceria com o Coletivo Não é Não que, além de distribuir tatuagens temporárias com o lema da campanha, promoveu um talk sobre assédio e feminismo na empresa. O movimento Não é Não surgiu quando, às vésperas do Carnaval, uma das fundadoras do coletivo foi assediada e decidiu não se calar. Com a ajuda quatro amigas, reuniu um grupo de 35 mulheres para arrecadar fundos para produção e distribuição de 4.000 tatuagens temporárias distribuídas gratuitamente nos blocos de carnaval do Rio de Janeiro.

A ideia tomou grandes proporções e se expandiu para vários estados onde embaixadoras locais angariaram fundos para dar continuidade ao projeto. Em São Paulo existem blocos de Carnaval parceiros que distribuem tatuagens e dão suporte às vítimas em caso de assédio. No dia 26/02 duas embaixadoras do coletivo se reuniram com os colaboradores da Promex para um talk repleto de informações e trocas sobre respeito, lugar de fala e empatia.

O Grupo Promex apoia e endossa essa campanha. Carla Godoy, gerente de projetos e responsável por trazer o talk para a empresa afirma que:

“Iniciar a conversa como um primeiro passo para a discussão sobre assuntos relevantes é importante para o crescimento pessoal dos colaboradores e também para a empresa”.

Email: tatuagensnaoenao@gmail.com

Instagram: @naoenao_

Facebook: @tatuagensnaoenao